02 November 2016

Modern Day Ballerina


Como ex-criança bailarina que sou, aprendi a ter postura e a ficar sempre direita em todas as ocasiões. Daí, este look. Assim que vi estas sabrinas de ballet na Zara (sim, eu sei que a marca portuguesa Josefinas tem um modelo igual e muito mais confortável), tive de as combinar com uma saia de tule fofa e a T-shirt mais cool. Sentindo-me feminina e leve, lá saltei de um sítio para fotografar para outro. E quem capturou esta minha graciosidade foi a espantosa nova fotógrafa Márcia (vê aqui o se trabalho).

Foi bom relembrar os momentos quando nós, as meninas entre os cinco e os 10 anos, nos vestíamos rapidamente com os nossos maillots cor de rosa bebé e saias de cetim, ao pé de um pequeno jardim, no sótão do nosso colégio. Eram duas vezes por semana que tínhamos ballet, a seguir às aulas da Miss Teresa. Nunca foram aulas de dança rigorosa, aliás tenho memórias bem divertidas desses tempos, como quando uma versão minha de quatro anos seguia os passos das mais velhas nos mais exercícios complicados e, uns anos mais tarde, era o nosso grupo das Ineses – sim, éramos cinco com o nome Inês – quem liderava as mais pequenas na apresentação de final de ano – senti-me tão importante na fila da frente desse espetáculo (aliás, nas semanas seguintes, estava sempre a tocar essa música no meu leitor de CDs).


É engraçado saber como essas aulas, a que ia tão inocentemente, tiveram um impacto tão grande na maneira como hoje ando e como me comporto na sociedade. O passado realmente molda uma pessoa.

[EN]: As a former kid ballerina, I learned how to be poised and to stand straight at all times. Thus, this outfit. As soon as I’ve laid my eyes on these ballet flats from Zara (yes, I know Portuguese brand Josefinas have the same model and are way more comfortable), I had to combine them with a fluffy tulle skirt and the coolest tee. Feeling feminine and light, there I hopped from one photo spot to another. And who captured my gracefulness was this amazing new photograph Márcia (make sure to check her work out in here).

It was good to remember the times when us, little girls between five and ten years old, would dress up quickly with out little soft pink leotards and satin skirts, by a garden, in the attic of our school. It was twice a week that we'd have ballet, after Miss Teresa's classes. The ballet classes were never strict, in fact I remember having a lot of fun there, like one time, the four-year-old version of me was always copying the hard steps from the older girls, and years later, being in a group of older girls, it was us that were leading the younger ones in the final presentation – I felt so important being at the front row of that show (two weeks later, I was still playing the same music on my CD player).

 It's funny to know how those classes that I attended so innocently, had a huge effect on the way I walk now and how I behave in society. The past really shapes us.

No comments:

Post a Comment

NEWBURY © 2016 | Template by Blogs & Lattes