31 January 2016

Vintage vibes


Não, eu não estava em São Francisco... infelizmente... mas a Ponte 25 de Abril pode mesmo parecer a Ponte Golden Gate dessa terra americana. Esta versão portuguesa liga a cidade de Lisboa à cidade de Almada atravessando o Rio Tejo. A vista de Almada é linda, pois é aqui que se pode sair de perspectiva e ver a nossa cidade linda do outro lado.

[EN]: No, I was NOT in San Francisco... sadly... but the 25th of April bridge here in Lisbon can really reminisce the Golden Gate Bridge in that American land. This Portuguese version connects Lisbon to Almada crossing the famous Tagus river. The view from Almada is the greatest, because we get to see our lovely town from the other side and fall in love with it all over again.

Na verdade, pode subir-se ao topo e ver a vista lá de cima, mas neste dia estava fechado... | And actually you can go up there and see it all from the above, but that day it was closed...
Agora indo para o outro outro lado | Now driving to the other other side

Queria mostrar aqui no blog este casaco de camurça em tom de "camelo" (bege?) que, na verdade, era do meu PAI! Acreditam? É tao confortável e cai tão bem que queria mesmo experimentá-lo e adorei! O que acham?

I wanted to feature this camel suede jacket that fits me so well, and, actually, was my DAD'S! Can you imagine? It's so comfy and dressy that I had to try it on... and got completely in love! What do you think?

29 January 2016

Old Habits


O blog está quase a fazer 1 ano! YAY! E olhando para o seu primeiro mês de existência, o que mais falava era sobre batidos (podes ver AQUI do que estou a falar)! 
Conforme o passar do tempo (e da minha disposição), as publicações do blog foram de batidos, para opiniões de restaurantes e, mais recentemente, para partilhas de nova maquilhagem.
Mas, sinceramente, uma vez que se bebem batidos, não se quer voltar atrás! A alegria de se misturar fruta com vegetais e sair algo bonito e saboroso é tanta, que só dá vontade de partilhar com o mundo o sucesso desse momento (sim, porque acham que ia publicar um batido horrível que uma vez fiz com alface e manga??). 
Assim, em homenagem ao quase-aniversário do blog, pensei em trazer um batido clássico para comemorar!
Não te esqueças de comentar em baixo depois de o experimentares! :)

[EN]: The blog is fast approaching its first year of existence! YAY! And looking back to its first month, it was all about smoothies (you can check it HERE and see what I'm talking about)!
As time went by, my interests drifted from smoothies to restaurant reviews and, more recently, to my beauty discoveries. 
But, honestly, once you drink a smoothie you don't want ever to go back! The joy of mixing fruits and veggies together and seeing the magic of one color forming is the greatest! And even better when it tastes good (don't put lettuce and frozen mango together... just don't)!

So as an homage to its almost anniversary, I thought of bringing a classic here to the blog! Comment down below after trying it! :)


Ingredientes:

1 banana
1/2 abacate
uma mão cheia de framboesas congeladas
3 colheres de sopa de iogurte natural com côco da Alpro
2 colheres de sopa de leite de soja da Alpro
1 colher de chá de sementes chia

Ingredients:

1 banana
1/2 avocado
a handful of frozen raspberries
3 table spoons of Alpro's Natural coconut flavored yogurt
2 table spoons of Alpro's soy milk
1 teaspoon of chia seeds


Enjoy!

27 January 2016

Take me back to the 90's


Primeiro que tudo tenho de vos avisar que os anos que vivi na década de 90 foram, de facto, os meus primeiros 5 de idade, por isso, enquanto que brincava com o meu tamagoshi e nenucos, eu não seguia as tendências desses anos.

Avançando até ao ano de 2015, os lábios castanhos estão de volta (pelos vistos) e foram primeiro visto nos lábios carnudos e perfeitos da Gigi Hadid. E adicionando esta tendência reciclada à minha falsa obsessão dos batons da Mac - e digo falsa já que é meramente relacionada com imagem de produtos top que é transmitida pelas gurus de beleza, e não pelo facto de eu ter milhares de batons da Mac, que também nem é o caso -, interpelou em mim um desejo desesperante de encontrar o meu próprio batom castanho.

Isto tudo aumentou ao meu entusiasmo, pois não só estaria a comprar o meu PRIMEIRO batom da Mac DE SEMPRE, na sua embalagem original (ou na embalagem tampão, como lhe gosto de agora chamar), mas também por adquirir uma cor que nunca pensava ter.
Escolhi-o, principalmente, porque sentia que já tinha todas as cores normais que se devem ter, e precisava de uma nova tonalidade para refrescar a minha pequena, mas considerável coleção de batons.

First of all, I must prompt you to the fact that the years I lived through the 90's were, indeed, my first 5, so I was not at all aware of the trends back then, specially fashion trends (but I had a tamagoshi!)

Fast forward to 2015 and the brown lip is back (apparently), and is first seen on Gigi Hadid's perfect plumped lips. And adding this to my faux-obsession to the Mac lipsticks - and I refer to it as faux since it's merely the image conveyed by beauty guru that these are top products, not the fact that I have tons of their products that makes me more obsessed, which it's not the case either - I felt the desperate need to find my own brown lipstick. 
All that added up to the excitement, because, not only, I was purchasing my FIRST EVER mac lipstick, in their original packaging (or the tampon package, as I like to call it), but also I was getting this color that I had never thought of owning.

I choose it, mainly, because I felt I have enough of the mainstream colors already, and I needed a new hue to give my small, but considerable good collection of lipsticks a fresh look.


Escolhi, então, o matte WHIRL. É um castanho suave com subtons de cor-de-rosa, dando um ar muito natural nos lábios. É a minha versão de lábios nude, é um que não cancela o pigmento natural dos lábios e que se destaca discretamente, em vez de se misturar com o tom de pele.
Apesar de ser baço, a sua textura é cremosa e não seca os lábios de forma alguma. Tem uma duração longa, mas não é à prova de refeições, como alguns batons líquidos são. 
De qualquer maneira, valeu os €20 ou menos que custou, e agora quero torná-lo no meu batom de marca. Será que deva? 

Therefore, the chosen one was the matte WHIRL. It's a soft brown with rose undertones, so it looks very natural on the lips. It's my version of a nude lipstick, one that doesn't cancel out my natural pigment and doesn't blend in weirdly with my face tone. It rather gives it an elegant touch to the whole look and stands out for its discreteness. 
Although it is matte, its texture is really creamy and doesn't dry out the lips. It stays on for quite a long time, but it isn't food-proof, as some matte liquid lipstick are. 
Anyway, it was worth the €20 or less that it costed, and now I want to make it my signature lipstick. Should I?

swatch

25 January 2016

Coffee is always a good idea


Numa rua decadente, paralela à versão portuguesa dos Campos Elísios, a Fábrica Coffee Roasters ergueu-se da calçada para a encher a dita via de vida. O café de propriedade russa com uma atmosfera internacional que oferece cerveja artesanal e deliciosos cappuccinos, foi certamente uma chamada divina (ou uma sugestão do Zomato) que me direccionou para o ir experimentar.
Parece que não se está mais em Lisboa, pelos seus colaboradores que nos fazem sentir bem-vindos e pela decoração comfortável. Estejas a trabalhar e a te deliciar com a melhor sandes de frango no interior ou estejas a beber um cappuccino na exterior, sairás de lá completamente encantada.

[EN]: In a decadent street, parallel to the Portuguese version of the Champs-ÉlyséesFábrica Coffee Roasters has risen from the stoned walkway and brought life to said road.
This Russian-owned café with an international atmosphere offering craft beer and amazing cappuccino, was certainly a divine calling (or a suggestion on Zomato) for me to try it that day.
It kinda feels out of place, out of Lisbon, for its welcoming staff and cozy attributes. You can be either working and delighting yourself over the best chicken curry sandwich inside or sipping on a cappuccino and croissant on the outside, either way you'll fell happy for the rest of the day.


And yes, I went back!

E sim, tive de voltar!

Latte art - the making of

Rua das Portas de Santo Antão 136, 1150-265 Lisboa

Fábrica Coffee Roasters Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

20 January 2016

Sea Therapy


If you live by the ocean, you know how weird it is living in a land without water. You always get the feeling that something is missing... And that's why, a few days after we arrived in Lisbon, we drove straight to one of our favorite beaches - Carcavelos Beach - to inhale the saltiness of the sea and to step on the 'holy' sand. It felt invigorating!

Se vives ao pé do mar, sabes o quão estranho é quando vives numa terra sem água. Ficas sempre com aquela sensação que te falta algo... E foi por isso que, ao fim de alguns dias após a nossa chegada a Lisboa, fomos directos para uma das nossas praia preferidas da linha - Praia de Carcavelos - para respirar o sal da água e pisar a areia "sagrada". Foi revigorante!