13 December 2017

Reflections.


Lately, I've been wondering how reflections and perceptions work. Is the way I portray myself similar to the way I'm perceived by others? If I act in a certain way with a purpose in mind, will the people on the outside assume my truth?

With my short experience in life and with dealing with other people, I can tell you that the short answer to all of those questions is simply NO.

No matter how you behave feeling that you're doing the best you can or acting in the most humble way to please others, you will be perceived in a completely different way that you would've like to be perceived as.

Reflecting our thoughts into actions, sometimes, might take a turn for the worst and make you look bad.

The girl or the boy on the other side of the mirror is not you. She or he is not who you think you are. You are what others make or think of you. They can set their mind into making you look like a good or a bad person. What they think and say about you is what makes them believe it's the (their) truth. 

This perception of this person on the other side of the mirror — the one they see — might be created consciously or unconsciously. When it is created without them acknowledging, it can be changed with the help of words or actions. When it is created consciously, well, good luck. There's no turning back. The reflection of your image it's set in stone.

That's why first impressions suck. If you're too quiet, they'll say you're a rude person. If you're always giggling, they'll say you are not to be taken seriously. There's no right or wrong way to be yourself. Everyone encourages you to be you. However, when the real you is twisted by someone else, your reflection is shattered.


29 November 2017

On Sundays, We Brunch | Zenith


Já foi há algum tempo que fui ao Porto, mas se há uma coisa que me vai sempre ficar na memória será o brunch no Zenith.

O Zenith é aquele sítio que vamos para ficarmos felizes. Podemos ter tido uma semana intensa, com poucos altos e muito baixos, mas quando a comida nos é servida no Zenith, esquecemos tudo e estamos ali no momento com o maior sorriso parvo na cara — sim, isso aconteceu-me quando me serviram as panquecas deliciosas que podem ver em cima.

Há brunches e há brunches. E o brunch do Zenith não se compara a nenhum em Portugal. Há cafés que começaram a servir este tipo de menu com grande vontade, mas nem todos conseguem entregar algo extraordinário como este na Invicta.

É que aqui não há cestas de vários pães, nem tábuas de queijo, nem sumos de laranja básicos, nem ovos escalfados sem molho, nem fatias de bolo sem graça. Aqui é tudo mil passos à frente do normal.


Há as obrigatórias panquecas? Óbvio. E as taças saudáveis de açaí e cacau de estão na moda lá fora? Também. E tostas de abacate com ovo escalfado? Escalfado e frito e com opção de batata doce a acompanhar. E sumos de fruta not mainstream? Claro que sim! Mas espera lá, e o café...? Ah, esse é de especialidade!

Não há dúvidas que aqui tudo é perfeito. Até o serviço. Parece que os treinaram para nos alegrarem o dia — bem à moda da simpatia do Porto.

Se forem num domingo, cheguem meia hora antes de abrir para garantirem lugar neste lugar.


Praça de Carlos Alberto 86, 4050-158 Porto

27 November 2017

Lately on the gram V


Update: voltei a trabalhar. Novo estágio! Daí que os meus posts aqui no blog mostram-se um pouco desfasados do Instagram.

O bom dessa plataforma é que é instântaneo, e quando algo acontece, eu gosto de publicar na hora, senão no minuto, o que estou a fazer, onde e com quem.

Já o blog requer mais edições e foco para escrever algo mais engaging.

Com o novo estágio full-time, verão que não serei tão coesa, mas mesmo assim tentarei ser consistente na publicação de conteúdo. Nem que tenham atrasos de algumas semanas...

Ultimamente no Instagram, ou melhor, há duas semanas fui uma tarde em trabalho ao Porto. 

No entanto, não pude simplesmente ir lá sem passar pelos sítios mais giros.

Logo quando chegámos, fomos directos para o Zenith comer tostas de abacate com ovo e smoothie bowls. Este café tem tudo de perfeito (soon um post mais detalhado aqui no blog).

Mais tarde, já saciados, passeámos pelo Jardim da Cordoaria perto da Universidade do Porto, descemos a avenida dos Clérigos e fomos dar até à Ribeira ao pé do Rio Douro. Estava um dia lindo de céu aberto e pudemos ver o sol a se por debaixo da ponte D. Luis I — que momento mágico.

Para acabar o dia em grande, não pudemos deixar de provar as tão-faladas panquecas do Diplomata. Pedimos 4 com morangos e chantilly — uma delícia e uma pechincha!

Ah, foi tão bom voltar à Invicta!

24 November 2017

Christmas is almost here!


OMG, falta menos de um mês para o Natal! Yay!

Na verdade, nem sei como é que já estamos em Dezembro outra vez, ainda me lembro de ser Maio e só querer o Verão! Cada vez passa mais rápido o tempo...

Bem, mas não me posso queixar. Adoro o espírito do Natal, as luzes na ruas, as roupas mais quentes, as pessoas felizes por darem e receberem, os chocolates quentes, os calendários, a árvore de Natal, o presépio! Há tanta coisa a acontecer durante estes dias que até é difícil gozar plenamente. Quase que esta época passa a voar e já voltamos à Primavera não tarda.

Para iniciar esta época em grande, decidi embrulhar-me toda em vermelho e mostrar ao mundo que não sou nenhum Grinch.

Gosto imenso desta tendência de tecidos em vinil (apesar de não deixarem a pele respirar propriamente. Se têm umas calças destas, sabem do que falo), das camisolas quentes com um desenho divertido e em três dimensões — adoro esta da Zara com bordado e penas, é mega divertida — e, claro, das combat boots que não tenho tirado dos pés desde que as comprei.

O que acham do look?

22 November 2017

DIZ MUUU, PORQUE VAMOS AO COW!


Muitas pessoas assumem que sou vegetariana. Talvez por devorar tostas de abacate, ratatouilles e sumos verdes. Mas ninguém pensa que essa imagem que eu passo nas redes sociais pode não ser totalmente verdadeira. 

Não eu que eu esteja a fingir que gosto desses pratos e bebidas, porque adoro! Mas isso não quer dizer que eu não aprecie um belo bife de lombo. Aliás, com níveis de ferro tão baixos quanto os meus, o corpo até agradece a ingestão de proteína com maior taxa de absorção.

Deste modo, quando surgiu o convite de ir visitar o COW Beef & Cocktails no Largo de Santos, a minha resposta não foi mais do que um grande sim.


Para começar em grande esta refeição no COW, não podíamos deixar de provar os incríveis cocktails que aqui nos prometiam. Decidimo-nos por um típico peruano Pisco Sour (€7), um Daiquiri de Morango (€7) e uma limonada de morango (esta virgem).

Tudo fresquinho e perfeito para iniciar a almoçarada de sexta.


Qualidade e diversidade. Aqui no COW podem comer qualquer e todo pedaço de carne que existe numa vaca preparado em diversos modos. 

Tanto podem pedir carne fumada (presunto de vaca) acompanhada por rolinhos folhados de queijo de cabra (€5) ou em tártaro com um ovo de codorniz (€6) para entrada, como um clássico bife de Lombo Black Angus (€16,5), ou uma Fraldinha maturada (€15) bem ou mal passada.

A cada garfada sentia-se a frescura da carne e o corte sublime feito no animal.

Para acompanhar pedimos batata doce frita — omg, eram tão boas! — e uma salada mista — para dar um toque saudável à refeição.



O almoço terminou apenas com um café, pois era tudo e só o que conseguíamos beber depois de uma grande tábua de carne de qualidade.

Mas para os mais gulosos, não deixem de provar o cheesecake de frutos vermelhos e a delícia de chocolate que tinha um aspecto divinal!


Largo de Santos, 9A, Santos, Lisboa

15 November 2017

4 fotógrafos. 1 modelo [Sofia Garrido]


Para quem já viu o meu vídeo de desafio a 4 fotógrafos a me fotografarem num sítio à escolha de cada e em apenas 3 minutos, sabe o sucesso que foi.

No fim de cada sessão, todos os fotógrafos escolheram a melhor fotografia e editaram-na de acordo com o seu estilo pessoal. No entanto, estar três minutos a posar e ver só uma fotografia, por mais fantástica que esteja, para mim, é tortura. 

Por isso mesmo, hoje mostro-vos os resultados finais da Sofia Garrido nos três locais.



Para quem é veterano aqui do MOI, reconhece o seu nome. Foi em Maio de 2016, que me encontrei pela primeira vez com a Sofia resultando na sessão "Florals for Spring".

A Sofia é uma pessoa calma que analisa o cenário e tenta incorporar cada elemento na fotografia. O jogo que a Sofia faz com a Natureza e as luzes naturais tornam o cenário angelical e parecer sem esforço. Além de mega querida, a Sofia dá indicações de posições naturais e fáceis de cumprir. É sempre um prazer fotografar com ela — mesmo que por apenas 3 minutos.


Curiosamente, o local que a Sofia escolheu foi o MAAT, por apreciar a sua arquitetura moderna, mas o resultado que mais gostei foi no primeiro local, o do Carlos, no Jardim Botânico Tropical.

13 November 2017

Bowls & Bar


Abriu um novo espaço em São Bento! Sim, mais um!
Desta vez, não foram portugueses nem franceses nem australianos a abri-lo, foram russos!
É verdade, uma equipa de jovens de Moscovo voaram até Lisboa e decidiram abrir um restaurante e bar onde impera a inovação de pratos típicos portugueses e russos em forma de bowl.

Vamos conhecer o Bowls & Bar?

O novíssimo espaço de janelas grandes abertas, chão de mosaicos portugueses e decoração minimalista fica bem à vista de qualquer turista que passe de eléctrico pela rua de São Bento.

O ar convidativo não engana. É aqui que se pode estar durante umas horas a comer, falar e trabalhar num ambiente descontraído, jovem e estrangeiro.


Para beber, pedimos uma limonada de framboesa e um sumo de laranja. Neste dia, o bartender não se encontrava disponível, daí não termos provado os famosos cocktails. Terá de ficar para uma próxima!


O que reina aqui são, realmente, as bowls. Existem várias para diferentes propósitos. Há smoothie bowls para pequeno-almoço e ramen ou bowls de salmão para almoço e jantar.

Tendo em conta que estas para refeições são mais bem servidas, eu e a Catarina decidimos partilhar a de Salmão (€9) com arroz, guacamole, queijo-creme, molho sriracha e alface. Esta era mais parecida com aquelas poké bowls que eu já tinha provado nas Amoreiras, com pedaços de salmão marinados e sticky rice. Muito fresca e leve!

Outra que partilhámos foi a Signature (€8) de pequeno-almoço — algo típico da Rússia e dos países do norte. Esta tinha panquecas de batata no fundo, salmão fumado, omelete e queijo-creme. Algo perfeito para as manhãs de inverno que aí vêm.
 


Para terminar, decidimos provar uma Smoothie Bowl com uma mistura de frutos vermelhos, banana, sementes de chia, hortelã e côco ralado. Um must na minha vida!

O matcha latte ficou perfeitinho na foto, mas na verdade era demasiado doce para mim.

De resto, fiquei bastante impressionada com o menu e o espaço que com apenas uma semana já tinha todas as arestas limadas.


Rua de São Bento, 51, São Bento, Lisboa 1200-815