26 July 2017

Lately on the gram IV


Ultimamente, no meu Instagram (@moibyines), tenho divulgado muitas fotografias de comidas diferentes talvez devido à minha nova amizade com a Inês Brandling da conta Lisboa.Come – aquela conta nada espectacular com quase 70k de seguidores e fotos escolhidas a dedo de comidas que fazem babar. Nada espectacular, como disse.

A verdade é que a Inês tem-me dado a conhecer vários sítios novos que abriram ou que simplesmente querem reforçar a sua imagem nas redes sociais. Por exemplo, a primeira imagem de um gelado é do Gelateiro D'Alfama, um espaço que reabriu as portas ao público oferecendo sabores extravagantes como o de vinho do Porto ou o de Pastel de Nata a invenções que resultam como o de maçã-canela ou o de abacaxi-hortelã.

Foi também através da Inês que ficámos a conhecer o Hey, Mate, os tais gelados de rolinho de que falo aqui.

E por último, da saga da Lisboa.Come, fomos provar os 'melhores mojitos de Lisboa' dos Los Hermanos (a primeira fotografia da última linha). Podes ler o artigo completo aqui.

Neste último mês, falei-vos ainda do espaço da Ladurée que abriu finalmente em Lisboa (e ao qual eu e a Andreia não resisitimos em entrar e provar). Foi também o mês em que lancei o projecto "Em busca dos melhores cappuccinos em Lisboa" em conjunto com a Inês e com a Andreia. Resultou em dois vídeos bastante dinâmicos em que parte vlogava a nossa aventura por Lisboa e outra filmava em mais detalhe o processo de se fazer um cappuccino nos 10 espaços especializados que visitámos. Não sabes do que falo? Carrega aqui, então.

Um espaço novo que abriu e que também me conquistou foi o Bowl Lisboa. É aqui que se podem tomar os melhores pequenos-almoços em forma de taças saudáveis e com produtos naturais. Queres ficar ainda mais rendida? Então, baba-te aqui.

Um lanchinho clássico na Choupana não faltou, este mês. Mas essa vocês já conhecem... ah, tu não? Conhece este sítio clássico de pequenos-almoços, almoços, lanches, brunches e copos de vinho aqui.

Por último, dois sítios de inspiração asiática que fiquei a conhecer e a adorar incluem a Poke Bowl, um restaurante que vende o prato típico Havaiano – que é uma espécie de sushi/ceviche desfeito, com base de arroz ou quinoa e ingredientes frescos tipicamente destes pratos como o salmão, atum, polvo ou peixe branco e legumes. Estas bowls podem ser comidas ou nas Amoreiras ou no Oeiras Parque; e o Boa-Bao, o restaurante pan-asiático que tem estado nas bocas de tudo o que é foodie por ser um sítio de excelência que serve desde pad-thais a caris, dim-sums e sopas. Uma experiência incrível, desde o sítio recatado e bem decorado, ao serviço impecável e à viagem que os sabores de cada prato nos proporcionam. Um must!

E vocês, por onde andaram a comer este mês?

24 July 2017

Rooftopping is a thing


Ah, those summer days! O que fazer com estes dias de Verão em que não está demasiado quente para ir para a praia refrescar, nem demasiado frio para se estar em casa a ver Netflix. Pois bem, a minha sugestão é passear por Lisboa, tomar um brunch em plena Avenida da Liberdade e subir a um dos muitos terraços para uma mimosa ou gin.

Desta vez, eu e a Mariana subimos ao terraço do hotel NH Collection Lisboa Liberdade. Ficámos maravilhadas com a piscina (que nos deu logo vontade de dar um mergulho), com a esplanada e o bar em tons frios e linhas simples e, claro, com a vista de cortar a respiração – dali, via-se desde o Castelo de São Jorge, ao rio e à margem Sul incluindo as casas frondosas da avenida mais cara de Lisboa.

Aproveitámos este sítio incrível e convidativo para tirarmos umas fotografias dos nossos outfits (vê aqui o que a Mariana estava a usar) e beber uma bebida refrescante com limão. O que acham do meu look?

21 July 2017

Hey Mate


Imaginem: dois amigos, fartos das suas vidas rotineiras, com trabalhos monótonos de escritórios e viagens de trabalho inconstantes e sem aviso, decidem largar tudo e ir viajar para a Austrália. Passam 7 meses a fazer pequenos trabalhos e a explorarem um país cheio de oportunidades (e bichos estranhos!). É de lá que apanham a expressão "hey, mate!" (olá, amigo) e decidem continuar a sua aventura pelo sudeste asiático. 

É aqui que aprendem a técnica do gelado em rolinho na casa de um gelateiro tailandês. Ele diz-lhe que esta técnica serve puramente para chamar a atenção dos turistas. Os amigos, António e Ricardo, convencem-se e trazem a ideia 'inovadora' para Portugal. Sendo um dos poucos sítios devotados a este tipo de gelados (há outro espaço que também o faz no Martim Moniz, em Lisboa), mereceram a atenção do Moi, não só pela coragem, ousadia e sentido de empreendedorismo, como também pela execução de produtos verdadeiramente saborosos (há 6 sabores definidos, desde oreo e nutella, chocolate branco e limão, bola de berlim, pastel de nata e morango e suspiro)

Confere em baixo os passos para atingir a perfeição de um gelado em rolo à moda da Tailândia.


Podem encontrar o Hey, Mate na Casa da Guia em Cascais até ao final do Verão. Quando lá passarem, insistam na ideia de eles se estabeleceram em Lisboa.

17 July 2017

Há Brunch no Delta Q


Não sei se se lembram da vez em que fui tomar um café à Delta Q na Avenida da Liberdade e estavam a servi-los em cones de gelado... Talvez não, porque realmente já foi há algum tempo. Mas o que é certo é que por causa desse "evento", tive uma boa razão para voltar ao café (voucher de brunch para 2 pessoas calha sempre bem!).

Era um daqueles dias sem grandes planos *vida de blogger em vacaciones permanentes (por enquanto)*. A Mariana Galhardas liga-me e pergunta se podemos ir a algum lado. Eu olho para o meu quadro de cortiça, vejo o voucher e sugiro irmos provar o brunch da Delta Q. 

Ok, demasiados pormenores desinteressantes... Continuando.


O brunch para duas pessoas é bem completo: vem um copo com 4 variedades de pão – croissant, pão branco, pão preto e torradas –, doce de morango e manteiga para barrar, um iogurte Yonest com granola, dois crepes com mel, um copo de morangos frescos, um prato com queijo e fiambre, uma tacinha com ovos no forno com bacon e queijo cheddar (este era divinal!), dois sumos de laranja natural e, para finalizar, café espresso.


Ficámos bastante saciadas e maravilhadas com a vista da esplanada para o Champs Elysées à escala portuguesa. Hei-de, definitivamente, voltar, porque um brunch de €14 para duas pessoas em plena Avenida da Liberdade fica bastante em conta.

Avenida da Liberdade, 144-156


13 July 2017

Los Hermanos têm o melhor mojito sobre rodas


Há um novo bar na cidade e é móvel! Esperem, não é esse o POS deles. Deixem-me reformular: Há um novo bar de mojitos móvel na cidade!

O Sebastião e o primo Francisco decidiram abrir o Los Hermanos Bar e têm andado a saltar de evento em evento e de jardim em jardim para partilharem o melhor mojito de Lisboa (comprovado por mim)! É sempre muito boa disposição, música e boas vibes com eles!

A parte do móvel é que o bar é uma mota azul turquesa linda com um atrelado onde preparam os mojitos.


O conceito está à volta de preparem mojitos na hora, com os ingredientes mais frescos (eles não usam uma arca frigorífica porque são amigos do ambiente, em vez usam sacos de gelo). 

A especialidade da casa é o Portuguese Mojito feito com ginja, e deixem-me que vos diga que é uma delícia! Ao contrário do The Real Mojito feito com rum, o Portuguese parece nem ter álcool (bebe-se quase como uma limonada bem fresquinha). Recomendo esse aos que não gostam muito do sabor a álcool puro.


Os Los Hermanos vão andar por aí: amanhã (sexta, dia 14) vão voltar ao mercado da Ribeira das Naus – onde os apanhámos desta vez –, domingos têm estado pela LX Factory, mas o sítio deles é em frente ao Jardim da Estrela. Acompanhem-nos no facebook e no instagram para saberem mais novidades.


10 July 2017

Os 10 melhores cappuccinos de Lisboa


Para quem me conhece bem, sabe que prefiro mil vezes gastar dinheiro num bom cappuccino do que num novo batom ou top. Claro que adoro aquele sentimento de ter um peça de roupa nova, mas lá está, como é raro, eu dou mais valor a esse momento. Os cappuccinos, sim, são abundantes no meu dia-a-dia, mas quando é bem feito, sabe como se fosse o primeiro.

Não é por nada que, recentemente, a Andreia do Hey Andie Hey, a Inês da Lisboa.Come e eu fomos em busca dos melhores cappuccinos em Lisboa e visitámos os respectivos 10 cafés de especialidade. Foi uma daquelas aventuras perfeitas, pois estava rodeada por instagrammers e viciadas por um bom cappuccino, e estar rodeada de pessoas que têm os mesmos gostos e mesmos objectivos, é sempre tempo muito bem passado. Quem sabe, talvez criemos um segundo episódio...

Além dos bons quatro dias que passámos a saltitar de café em café em Lisboa, ganhámos uma grande sabedoria sobre o processo de fazer um cappuccino perfeito. Falámos com os gerentes e baristas de cada espaço, e estes explicaram-nos como torram os seus grãos, de que origem são (descobri que sou fã do café do Brasil) e qual a razão de escolherem esses.

Foi uma experiência incrível poder estar por trás do balcão e ver a magia a acontecer: o aquecer do leite até ao ponto de espuma (e não de queima), o saber tirar qualquer bolha de ar quer do café quer do leite, e, claro, a arte do leite no café. Ver como cada barista tem a sua técnica foi importante para percebermos como os desenhos no café podem durar até ao fim ou, simplesmente, desaparecerem ao fim de alguns minutos. E testar o nosso limite com a acidez do café foi interessante (afinal, não sou assim tão apreciadora de alguns dos melhores grãos).

Em baixo, podes encontrar os 10 cappuccinos que provámos (sem ordem de interesse) e se quiseres saber mais sobre a nossa aventura, carrega aqui para veres a 1ª parte e aqui para veres a 2ª.

Podes ainda encontrar alguns links de posts antigos destes cafés para os conheceres melhor. Não te esqueças de comentar em baixo se conheceres algum e qual o teu preferido.

sabe mais sobre a Choupana aqui

sabe mais sobre o Copenhagen aqui

Sabe mais sobre a Fábrica aqui

Sabe mais sobre o The Mill aqui



sabe mais sobre o Nicolau aqui

Sabe mais sobre a Wish aqui

sabe mais sobre o Niccolò aqui

sabe mais sobre o Kristof aqui

05 July 2017

Originals


Isto de ser blogger e instagrammer assídua até tem compensado. Ao fim de dois anos de produção de conteúdo original e com qualidade, começo a ser convidada para ir a eventos e para participar em campanhas. É verdade que os posts têm sido mais comerciais, mas sabem como eu gosto de dar sempre o meu lado pessoal à coisa.

Na passada quinta-feira, trouxe a Catarina comigo ao evento de lançamento da coleção Outono/Inverno da Adidas! Que privilégio que senti ao receber o convite. Afinal, até sou insta-important...

O evento foi no mesmo local do que o do Schweppes, no lindíssimo Palacete Gomes Freire. Foi bastante animado com um bar de cocktails, estações de maquilhagem e um DJ. E claro, os charriots com as novas peças – que digo-vos já, são de morrer! Vá, têm um sneakpeek em baixo.


Pudemos ainda trazer uma peça da nova coleção para casa! Mais sobre a que eu escolhi num post perto de ti!

Entretanto, podes ver o vlog que fiz do evento AQUI (mas não te esqueças de dar uma vista ao resto do post!).


Connosco, estava a Mariana Galhardas, a Márcia Soares e a Inês Pombo. E com estas duas talentosas fotógrafas, não podíamos deixar de fotografar os nossos looks na hora dourada.

Estava a usar um casaco que a minha mãe trouxe de Hong Kong há mais de 20 anos com rosas bordadas e senti que foi a sensação do meu look. O que acham?


fotografia de Márcia Soares